Dica de Filosofia – O que há em comum entre antigas cidades da Grécia e do Xingu? Caiu no Enem

paraestudar
Dica de Filosofia – O que há em comum entre antigas cidades da Grécia e do Xingu? Caiu no Enem
 
No período 750-338 a.C., a Grécia antiga era composta por cidades-Estado, como por exemplo, Atenas, Esparta, Tebas, que eram independentes umas das outras, mas partilhavam algumas características culturais, como a língua grega. No centro da Grécia, Delfos era um lugar de culto religioso frequentado por habitantes de todas as cidades- Estado.
 
No período 1200-1600 d.C., na parte da Amazônia brasileira onde hoje está o Parque Nacional do Xingu, há vestígios de quinze cidades que eram cercadas por muros de madeira e que tinham até dois mil e quinhentos habitantes cada uma. Essas cidades eram ligadas por estradas a centros cerimoniais com grandes praças. Em torno delas havia roças, pomares e tanques para a criação de tartarugas. Aparentemente, epidemias dizimaram grande parte da população que lá vivia.
 
Folha de S. Paulo, ago. 2008 (adaptado)
 
Apesar das diferenças históricas e geográficas existentes entre as duas civilizações, elas são semelhantes, pois “as duas civilizações tinham cidades autônomas e independentes entre si”. A partir do texto, podemos observar que muros delimitavam tanto as “cidades indígenas”, como as cidades-Estado da Grécia Antiga. Como características comuns pode-se destacar que eram
independentes, tendo suas produções e rituais próprios, apesar de partilharem laços culturais, como a língua.
Esta entrada foi publicada em Para Estudar e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *