Fica de Literatura – Caiu no ENEM

paraestudar
Referência aos clássicos infantis aparece na literatura nacional. Caiu no Enem

A velha Totonha de quando em vez batia no engenho. E era um acontecimento para a meninada.(…) andava léguas e léguas a pé, de engenho a engenho, como uma edição viva das histórias de Mil e Uma Noites (…) era uma grande artista para dramatizar. Tinha uma memória de prodígio. Recitava contos inteiros em versos, intercalando pedaços de prosa, como notas explicativas (…) Havia sempre rei e rainha, nos seus contos, e forca e adivinhações. O que fazia a velha Totonha mais curiosa era a cor local que ela punha nos seus descritivos. (…) Os rios e as florestas por onde andavam os seus personagens se pareciam muito com o Paraíba e a Mata do Rolo. O seu Barba-Azul era um senhor de engenho de Pernambuco. (REGO, José Lins do. Menino de engenho)

A cor local que a personagem velha Totonha colocava em suas histórias é ilustrada, pelo autor, na seguinte passagem: “O seu Barba Azul era um senhor de engenho de Pernambuco”. Ao citar o “Barba Azul”, personagem dos clássicos infantis do imaginário universal, associando-o ao senhor de engenho de Pernambuco, o autor refere-se ao fato curioso de Totonha pôr a “cor local” em seus descritivos.

Esta entrada foi publicada em Para Estudar. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *